HISTÓRIA: Os 80 anos das picapes Ford

Imagem

(Assessoria Ford) – A Ford está comemorando 80 anos de pioneirismo em picapes, tradição que começou com a criação de um utilitário na Austrália e levou ao desenvolvimento de veículos como a Série F e a Ranger, impulsionando a liderança da marca. O conceito moderno das picapes, depois exportado para o mundo e reinterpretado por outros fabricantes, ganhou uma legião de fãs em toda parte.

Como todas as boas ideias e o primeiro Modelo T, o primeiro utilitário baseado em um carro de passeio surgiu de uma necessidade. Em meados de 1933, o diretor da Ford na Austrália, Herbert French, recebeu a carta da esposa de um fazendeiro de Gippsland, Victoria.

Ela dizia: “Meu marido e eu não podemos comprar um carro e um caminhão, mas precisamos de um carro para ir à igreja no domingo e um caminhão para levar os porcos ao mercado na segunda-feira. Você pode nos ajudar?” O que a cliente queria era um veículo com o conforto de um carro de passageiros que também pudesse transportar carga.

French passou a carta a um jovem projetista, Lewis Bandt, que estava na companhia há poucos anos. Ele tinha apenas 23 anos, mas já mostrava talento para o design, vocação que lhe deu prestígio até se aposentar em 1975. Bandt morreu em 1987, depois de se envolver em um acidente dirigindo uma versão restaurada do utilitário que ajudou a torná-lo famoso.

Na época, o utilitário criado por Bandt foi considerado revolucionário. Até o início dos anos 1930, muitos fabricantes e preparadores tinham construído carrocerias de “utilitários” de madeira ou metal, usando chassis de carros. O Modelo T de Henry Ford era um dos favoritos e suas variações “Buckboards” e “Utility Runabouts” eram vistas em fazendas e entregando produtos em cidades de todo o mundo.

Nascimento do utilitário
A diferença do projeto de Bandt é que ele desenvolveu seu utilitário como um cupê – para dois passageiros, com paineis de aço, janelas de vidro e caçamba de aço integrada na traseira. Ele combinou as laterais de uma picape em uma carroceria cupê, o que resultou em um perfil mais limpo e maior área de carga.

Bandt desenhou o utilitário em um quadro negro de 10 metros, com capacidade de carga de 545 kg e distância entre-eixos de 2.845 milímetros. Ele completou o projeto original em outubro de 1933 e rapidamente produziu dois protótipos para testes. Em janeiro de 1934, o utilitário da Ford entrou em produção, batizado por Bandt como “utilitário-cupê”. Dois deles foram enviados para o Canadá e chamaram a atenção de Henry Ford.

Os desenhos originais do veículo em escala real estão arquivados na Austrália e uma versão reconstruída foi preservada em um museu na cidade rural de Chewton, perto de Melbourne.

O utilitário tinha motor V8, câmbio manual de três velocidades, suspensão com feixe de molas transversais e amortecedores na dianteira e molas semielípticas para serviço pesado ??e amortecedores na traseira.

A cabine era a mesma do cupê de quatro portas do Ford Modelo 40. Mas, em vez do porta-malas traseiro ou “dicky seat”, Bandt instalou uma caçamba com armação de madeira e paineis externos de aço soldadas à cabine, formando laterais de contorno suave. O veículo rapidamente se tornou um sucesso nas comunidades rurais e vendeu 22.000 unidades entre 1940 e 1954.

Segundo a filha de Bandt, dra. Ros Bandt, o mérito de seu pai foi casar a beleza do design com a praticidade para o dia a dia, em um veículo acessível. “Não posso imaginar o que deve ter sido, naquele tempo dilacerado pela guerra na década de 1930, ter a visão de criar um utilitário acessível para ajudar nas tarefas diárias, tanto no trabalho como no lazer, vencendo as distâncias”, disse.

“Meu pai criou um veículo de trabalho elegante e brilhante. Este é o legado que ele deixou para todos os agricultores e proprietários que dependem de seus utilitários em todo o mundo. Em suas palavras, ele queria que a esposa do fazendeiro e os porcos tivessem um passeio glorioso.”

Liderança global
A Ford vendeu mais de 1 milhão de picapes no mundo em 2013, construindo a liderança da marca que inclui os seguintes marcos:
As picapes Ford representam uma em cada cinco picapes vendidas no mundo.
A Série F é o veículo mais vendido na história da indústria, com mais de 33 milhões de unidades – o dobro do segundo colocado, o Modelo T (16,5 milhões).
A Série F tornou-se a picape mais vendida dos Estados Unidos pelo 37º ano consecutivo e o veículo mais vendido no país pelo 32º ano consecutivo.
A Ranger registrou recorde de vendas e foi o veículo mais vendido da Ford no Sudeste Asiático em 2013 e ganhou o prêmio de Picape Internacional de 2013″ na Europa.
A Ranger foi o veículo mais vendido do Vietnã e suas vendas cresceram 43% na Tailândia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s